science care fisioterapia domiciliar

                                                                                                                                                                                                                                                                      

          

Empresa Especializada em Fisioterapia Domiciliar

EFEITO DO TREINAMENTO DOS MÚSCULOS DO ASSOALHO PÉLVICO NA INCONTINÊNCIA URINÁRIA DE MULHERES IDOSAS: REVISÃO SISTEMÁTICA

Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

 

 

Introdução

A Sociedade Internacional de Continência (SIC) determina que o treinamento dos músculos do assoalho pélvico (TMAP) seja considerado como primeira opção de tratamento dos sintomas urinários nas mulheres.

Objetivo

O objetivo deste estudo foi sistematizar ensaios clínicos randomizados e controlados que abordam os efeitos do TMAP no tratamento dos sintomas urinários em mulheres idosas utilizando medidas de desfecho objetivas.

Método

Revisão sistemática no qual foi feita uma busca eletrônica nas seguintes bases de dados: Medline, Pubmed, Lilacs, PEDro e pesquisa manual realizada nas referências bibliográficas dos estudos. Consideraram-se elegíveis mulheres idosas acima de 60 anos, que realizaram o TMAP de forma isolada, sem envolvimento de outra técnica. O TMAP realizado em ambulatório ou em domicílio, com ou sem a supervisão de um terapeuta e com ou sem o uso do biofeedback como adjuvante. Considerou-se como medidas de desfecho o estudo urodinâmico, o diário miccional que avalia a frequência urinária diurna, a frequência urinária noturna, perda urinária aos esforços e a troca de absorventes, e, por fim, o teste do absorvente que quantifica a perda urinária em gramas. A avaliação da qualidade metodológica dos estudos foi realizada pela escala PEDro.

Resultados

Três estudos foram revisados na íntegra. Apenas um artigo foi classificado como de alta qualidade metodológica. Houve melhora significativa dos sintomas miccionais após o tratamento proposto nos três estudos selecionados.

Conclusão

Considerando os estudos disponíveis até o momento são fracas as evidências favoráveis à utilização do TMAP no tratamento dos sintomas urinários de mulheres idosas.

 Fisioter. mov. vol.27 no.4 Curitiba Oct./Dec. 2014

 

A Science Care Fisioterapia oferece atendimento de fisioterapia uroginecológica domiciliar, com profissionais altamente qualificados, com larga experiência e supervisionados por coordenadores titulados Mestres e Doutores pelas principais Universidades Nacionais e Internacionais.

 

 

Artigos Científicos