science care fisioterapia domiciliar

                                                                                                                                                                                                                                                                      

          

Empresa Especializada em Fisioterapia Domiciliar

Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa

A Science Care Fisioterapia oferece atendimento de fisioterapia geriátrica domiciliar, com profissionais altamente qualificados, com larga experiência e supervisionados por coordenadores titulados Mestres e Doutores pelas principais Universidades Nacionais e Internacionais.

 

INTRODUÇÃO: O envelhecimento promove mudanças em diversos sistemas orgânicos, inclusive no respiratório, evidenciando alterações nos centros reguladores da ventilação, nos quimiorreceptores, na densidade óssea da caixa torácica, além de diminuição da força dos músculos inspiratórios

OBJETIVO: Avaliar o efeito de um programa de treinamento específico da musculatura respiratória por meio da estimulação diafragmática elétrica transcutânea (EDET) sobre a função pulmonar de idosos.

MÉTODO: 21 idosos foram divididos em dois grupos: controle (GC), composto por sete indivíduos com idade de 69,86±3,48 anos, e grupo EDET (EDET), composto por 14 voluntários com idade de 71,36±4,73 anos, submetidos ao treinamento com EDET durante duas semanas. Avaliaram-se os volumes e capacidades pulmonares, como volume corrente (VC), volume minuto (VM), capacidade inspiratória (CI) e capacidade vital (CV) por meio da ventilometria e a força da musculatura respiratória antes da primeira e após a décima sessão, por meio da avaliação das pressões respiratórias máximas. Utilizaram-se os testes de Wilcoxon e Mann-Whitney para as devidas comparações estatísticas, sendo adotado um nível de significância de 5%.

RESULTADOS: O grupo EDET apresentou incremento na pressão inspiratória máxima (PImáx), na pressão expiratória máxima (PEmáx) e no volume corrente (VC) após o treinamento.

CONCLUSÃO: O treinamento muscular mediante utilização da EDET promoveu melhora da força muscular respiratória e do volume corrente. Registro de ensaio clínico: RBR-5dmpkr.

Rev. bras. geriatr. gerontol. vol.16 no.3 Rio de Janeiro July/Sept. 2013

A Science Care Fisioterapia oferece atendimento de fisioterapia geriátrica domiciliar, com profissionais altamente qualificados, com larga experiência e supervisionados por coordenadores titulados Mestres e Doutores pelas principais Universidades Nacionais e Internacionais.

Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa

Objetivo:

Verificar a efetividade da fisioterapia associada à dança em idosos saudáveis nos desfechos "equilíbrio", "flexibilidade" e "agilidade".

Métodos:

Ensaio clínico aleatório, no qual a amostra foi composta por 22 indivíduos e posteriormente aleatorizada em dois grupos: controle (GC; 7M/4H; idade= 74,1±7,3; n=11) e intervenção (GI; 9M/2H; idade= 75,7±7,8; n=11). Os grupos foram submetidos às seguintes avaliações realizadas no período pré e pós-intervenção: avaliação do equilíbrio pela Escala de Berg, agilidade pelo Timed Up and Go test e flexibilidade pelo Banco de Wells (janela aberta e fechada). Foi proposto um programa de intervenção fisioterápica associada à dançaterapia composto por 16 terapias com duração de 60 minutos e frequência de duas vezes semanais. A intervenção seguiu um protocolo de evolução baseado na complexidade dos exercícios e teve como principais objetivos estimular equilíbrio, independência funcional e alongamento muscular. A análise estatística foi realizada pelo programa SPSS 15.0. Foram utilizados os testes de Mann-Whitney para a comparação dos grupos e Wilcoxon para comparar os momentos pré e pós-intervenção, com significância estatística de 5%.

Resultados:

O grupo intervenção apresentou melhora do equilíbrio (p=0,04), flexibilidade (p=0,01) e agilidade (p=0,03) em relação ao grupo controle. O grupo controle apresentou melhora nos níveis de flexibilidade (p=0,01).

Conclusão:

O programa proposto se mostrou efetivo para melhora do equilíbrio, flexibilidade e agilidade nos indivíduos submetidos à intervenção. Espera-se, com o presente estudo, contribuir com futuras pesquisas e com o trabalho na prática clínica que aborde a associação da fisioterapia e dançaterapia como opções terapêuticas preventivas e reabilitadoras.

Rev. bras. geriatr. gerontol. vol.17 no.1 Rio de Janeiro Jan./Mar. 2014

A Science Care Fisioterapia oferece tratamento de fisioterapia geriátrica domiciliar, com profissionais altamente qualificados, com larga experiência e supervisionados por coordenadores titulados Mestres e Doutores pelas principais Universidades Nacionais e Internacionais.

 

 

Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa

 

A Science Care Fisioterapia oferece tratamento de fisioterapia geriátrica domiciliar, com profissionais altamente qualificados, com larga experiência e supervisionados por coordenadores titulados Mestres e Doutores pelas principais Universidades Nacionais e Internacionais.

 

Objetivos:

Avaliar a relação entre a função cognitiva, equilíbrio, risco de quedas e funcionalidade em idosos com alteração da função cognitiva e verificar se os idosos com comprometimento cognitivo leve apresentam melhor equilíbrio, funcionalidade e menor risco de quedas em relação aos idosos com demência.

Métodos:

Estudo transversal analítico realizado com 33 idosos, ambos os gêneros, com idade igual ou superior a 60 anos, avaliados por meio dos testes: Miniexame do Estado Mental (MEEM), Timed Up and Go (TUG), Escala de Equilíbrio Funcional de Berg (EEFB), Escala de Avaliação Clínica da Demência (CDR) e Índice de Barthel. Foram considerados quatro grupos: comprometimento cognitivo leve (CCL; n=9), demência leve (DL; n=12), demência moderada (DM;: n=7) e demência grave (DG; n=5). A comparação dos dados foi realizada pelo teste de U Mann Whitney e a correlação, pelo Coeficiente de Correlação de Spearman, com nível de significância de 5% (p<0,05).

Resultados:

Ocorreu diferença estatística significativa no risco de quedas e funcionalidade entre os grupos DL e DM; funcionalidade entre os grupos DM e DG; equilíbrio, funcionalidade e risco de quedas entre os grupos DL e DG. Observou-se correlação moderada do MEEM e EEFB (r=0,543; p=0,006) no grupo CCL, correlação moderada negativa entre o MEEM e TUG (r=-0,685; p<0,001) e forte correlação do MEEM e Barthel (r=0,708; p<0,001) no grupo demência.

Conclusão:

A piora da função cognitiva esteve associada ao maior comprometimento da funcionalidade, equilíbrio e aumento do risco de quedas nos idosos com demência em comparação aos idosos com comprometimento cognitivo leve.

Rev. bras. geriatr. gerontol. vol.18 no.3 Rio de Janeiro July/Sept. 2015

A Science Care Fisioterapia oferece tratamento de fisioterapia geriátrica em sua casa, com profissionais altamente qualificados, com larga experiência e supervisionados por coordenadores titulados Mestres e Doutores pelas principais Universidades Nacionais e Internacionais.

 

Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa

 

A Science Care Fisioterapia oferece tratamento de fisioterapia geriátrica domiciliar, com profissionais altamente qualificados, com larga experiência e supervisionados por coordenadores titulados Mestres e Doutores pelas principais Universidades Nacionais e Internacionais.

 

A sarcopenia caracteriza-se pela perda generalizada e progressiva da força e massa muscular esquelética com o envelhecimento. Com o aumento da população idosa em ritmo acelerado em todo o mundo, torna-se necessário o maior entendimento dos fenômenos associados ao processo de envelhecimento. Portanto, descrever a frequência e distribuição desses fenômenos, tal como a sarcopenia, é um passo fundamental para se conhecer os componentes atrelados a sua ocorrência e promover a assistência à saúde direcionada ao idoso. O objetivo desta revisão de literatura foi apresentar a síntese dos resultados de estudos epidemiológicos de base populacional sobre a prevalência de sarcopenia em idosos da comunidade, mostrando também as características sociodemográficas das populações estudadas e a diferença dos resultados entre os sexos. Os resultados de seis estudos transversais, entre os anos 2002 e 2014, provenientes dos seguintes países: Estados Unidos, Reino Unido, Brasil, Japão, Coreia do Sul e Taiwan, foram apresentados. Verificou-se neles que a sarcopenia tem alta prevalência na população a partir dos 60 anos de idade, em ambos os sexos, sendo mais alta nas mulheres em cinco dos seis trabalhos. O Japão foi o país que apresentou as maiores taxas de prevalência, seguido pelo Brasil. A sarcopenia aumentou com a idade em todos os estudos e esteve associada com várias adversidades. A dificuldade em se estabelecer uma avaliação padronizada para sarcopenia, sobretudo pelas peculiaridades de cada população, constitui um importante fator a ser analisado na leitura de estudos de prevalência sobre essa síndrome.

Rev. bras. geriatr. gerontol. vol.18 no.3 Rio de Janeiro July/Sept. 2015

A Science Care Fisioterapia oferece tratamento de fisioterapia geriátrica domiciliar, com profissionais altamente qualificados, com larga experiência e supervisionados por coordenadores titulados Mestres e Doutores pelas principais Universidades Nacionais e Internacionais.

Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa

 

A Science Care Fisioterapia oferece tratamento de fisioterapia geriátrica domiciliar, com profissionais altamente qualificados, com larga experiência e supervisionados por coordenadores titulados Mestres e Doutores pelas principais Universidades Nacionais e Internacionais.

 

Introdução:

A força de preensão manual é um excelente indicador de funcionalidade, estado nutricional e mortalidade em idosos

. Objetivo:

Comparar a força de preensão manual de idosos hipertensos classificados em diferentes níveis e tipos de atividade física.

Método:

O delineamento foi do tipo transversal e a amostra contou com 80 indivíduos, divididos em três grupos de atividade física, conforme seção delazer e deslocamento do Questionário Internacional de Atividade Física (IPAQ) - versão longa: praticantes ativos (≥150 min./semana), insuficientemente ativos (<150 min./semana) e inativos (<10 min./semana). Os indivíduos ativos também foram separados por tipo de prática de atividade física: ginástica, hidroginástica e musculação. A força foi avaliada por meio do dinamômetro da marca Jamar e consistiu na realização do movimento de preensão manual contínuo, com duração de 30 segundos. Também foram coletadas informações sociodemográficas, econômicas e comportamentais. Foram utilizados os testes estatísticos ANOVA e teste T pareado para comparação de médias de força (nível de significância p<0,05).

Resultados:

A média de preensão manual do lado dominante e não dominante dos indivíduos foi de, respectivamente, 24,2 kgf (+8,3) e 22,0 kgf (+7,3). Não houve diferença significativa na média de força de preensão manual entre os grupos ativo e inativo, entretanto, quando avaliado o tipo de atividade física praticada, o grupo musculação apresentou médias de força significativamente superiores a dos grupos ginástica e hidroginástica.

Conclusão:

A força de preensão manual está mais associada ao tipo de atividade física praticada do que ao tempo disponibilizado para a prática semanal.

Rev. bras. geriatr. gerontol. vol.18 no.4 Rio de Janeiro Oct./Dec. 2015

A Science Care Fisioterapia oferece tratamento de fisioterapia geriátrica domiciliar, com profissionais altamente qualificados, com larga experiência e supervisionados por coordenadores titulados Mestres e Doutores pelas principais Universidades Nacionais e Internacionais.

 

Artigos Científicos